ENXERTO ÓSSEO

enxertoPara utilização de implantes dentários, o paciente necessita ter uma quantidade mínima de osso necessário. Na maioria das vezes, o paciente tem essa quantidade disponível, porém quando a quantidade (espessura ou altura) é insuficiente, podemos buscar alternativas.

 

 


enxerto2

Enxertos Ósseos

No caso de falta de osso suficiente para colocação de implantes dentários, pode-se fazer um enxerto ósseo. O enxerto ósseo é o procedimento no qual tecido ósseo (em pó ou em bloco) é depositado no local desejado, e após alguns meses o osso enxertado se incorpore no osso que já estava no nosso corpo, deixando aquela região mais volumosa, alta e espessa, tornando assim o local apto para colocação de implantes dentários.

Hoje temos a disposição diversas técnicas e materiais que facilitam e garantem a segurança em casos de cirurgia de enxertia óssea. O maior temor dos pacientes é a rejeição de um enxerto ósseo. Este temor não precisa mais existir uma vez que cada vez mais trabalhamos com enxertos sintéticos, e técnicas que nos permitem usar o osso do próprio paciente, sem maiores complicações e sem risco de rejeição.

Técnicas cirúrgicas alternativas

Na falta de osso suficiente para colocação de implantes dentários, algumas vezes podemos utilizar algumas técnicas cirúrgicas que possibilitam a colocação dos mesmos sem a necessidade de enxertos. A técnica da “lateralizarão do nervo alveolar inferior” por exemplo visa colocação de implantes na mandíbula (parte inferior) com pouco osso, deslocando a inervação mandibular para os implantes serem colocados em seu lugar, mudando a posição da inervação para a lateral dos novos implantes. Podemos lançar mão de outras técnicas como a técnica de “aproux palatino” (superior), levantamento do seio maxilar (superior), uso de implantes mais curtos e finos entre outras técnicas consagradas para reabilitação oral.

enxerto3

Em alguns casos ainda, podemos lançar mão de Implantes Zigomáticos. Esse tipo de implante soluciona o problema quando o paciente é desdentado superior, mas não tem osso suficiente para fixar implantes convenvionais. Como o implante é mais longo, ele se fixa em uma estrutura óssea diferente, o osso zigomático. Ao ser fixado nesta estrutura, o implante pode receber carga imediatamente, e pode ser usado como pilar de uma prótese fixa, no mesmo dia.



PERGUNTAS FREQUENTES


Não tenho osso para colocar implantes dentários, qual a solução para meu caso?

Trabalhamos com alternativas bastante interessantes para os pacientes que perderam massa óssea e precisam de implantes dentários. Uma delas é o enxerto ósseo, que devolve o volume de osso necessário para que o paciente utilize implantes comuns. Existem várias técnicas bastante efetivas para enxertia óssea, resolvendo a maioria dos casos.

Este procedimento dói? Há algum risco envolvido?

Não dói. O procedimento é feito em consultório, com anestesia local, como uma extração dentária. Os riscos são os mesmos de uma extração dentária, ou seja, mínimos e totalmente controláveis.